Domingo, 19 de Fevereiro de 2012

ela é foderosa

 

 

 

 

Quatro poemas de Muna Ahmad Yousef

 

Gitano

Amor não é um galo

arrepiado, cego

cantando no sereno
O amor se desfaz
das embalagens descartáveis
mas deixa o copo de veneno
Amor não é mel
de abelha rara
nem é fel
nem tapa na cara
cavalo correndo com o vento
água correndo pra ver o mar.

                                                                           1987

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 Conjugal

Tinha ar de geladeira vazia
deixava de manhã cabelos caídos na pia
bordando o branco de nossa convivência.
A solidão dos planetas
a dissolução dos amores
o silêncio da madrugada
a notícia do jornal.
                                                                              1987

 

Quaresma

Guardei as fantasias
lavei a casa
abri a alma
fiz novos canteiros
semeei papoulas e dálias
Cortei os cabelos
comprei lanternas e lupas
fiquei nua na janela
olhos postos no céu
no fundo de mim
passa um rio
onde adolescentes de seios duros
e bocas ruidosas banham-se de manhã.
                                                                                  1995
 Do esquecimento

 

Sapatos pisam fundo nos dias
Tardes desiguais:
tem as de vento
que fazem carnaval nas saias da gente.
Tem as que escurecem rápido
como coito de alguns animais.
Tardes quentes
banais
cada beduíno em seu pedaço de deserto.
1997
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
Muna Ahmad Yousef é poeta e professora. Mora no DF e trabalha na Estação Ecológica  Águas Emendadas. Os poemas publicados aqui fazem parte do livro inédito Da boca pra fora.  
.
.
.
.
.
.
.
.
.

publicado por paulokauim às 10:04
link do post | comentar | favorito
|

.blogosfera

contador grátis

.pesquisar

 

.Agosto 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. nossa pista de sk8 não va...

. sonata em d

. meu amigo

. no existen los dioses

. 2014 começa na porrada de...

. nelson luiz

. cubahia

. semente

. outro brasil

. vida

.arquivos

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Abril 2014

. Janeiro 2014

. Outubro 2013

. Agosto 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

.tags

. todas as tags

.favoritos

. Carioca de (al)gema!

. Graffitis - Discussão

. Rua da Feira

. Tropecei na rede #003

.links

.mim é índio com negro com branco


. ver perfil

. seguir perfil

. 3 seguidores

SAPO Blogs

.subscrever feeds