Quinta-feira, 28 de Junho de 2012

tropicalismo e pós-tropicalismo

 

 

 

o projeto ARTE EM ABERTO chega ao final de sua programação inaugural (duas sequências de palestras/apresentações neste 1º semestre de 2012) - sem sabermos o que sairá daqui - nada ou uma agitação intermitente - convidando
a todos para a instigante conversa com SEVERINO FRANCISCO sobre
TROPICALISMO E PÓS-TROPICALISMO (relação com cinema e arte de vanguarda)
 
no SEBINHO (406 N), dia 29 de junho (sexta), a partir das 19 h.
 
 
 
O Tropicalismo, em sua breve e febril existência como movimento (1967/68), pôde incorporar e condensar muitas das energias que estavam no ar naquele momento culturamente explosivo.
Em um lance talvez inédito, a MPB passa a dialogar intensamente com as experiências mais avançadas de outros campos artísticos.
Em relação ao cinema, devemos enfatizar o impacto deflagrador de Terra em Transe  - quando Glauber leva o Cinema Novo à encruzilhada estético-política - e de alguns filmes do endiabrado Jean-Luc Godard. Impulsos também notáveis vieram da antiarte sensório-cerebral-vivencial de Hélio Oiticica e das explorações intersemióticas da Poesia Concreta.
Oswald de Andrade, além de marcar presença com a famosa montagem de O Rei da Vela pelo Oficina, emergiu, com a disseminação do ideário e prática antropofágicos, como verdadeiro avô-avatar do movimento.
Claro, foram inúmeras as incorporações da tradição musical brasileira e da música estrangeira - até mesmo da erudita (via Duprat, Medaglia, Kolrreuter et alii).
Diante do novo contexto de hegemonia da cultura de massa, os tropicalistas (Caetano, Gil, Gal, Tom Zé, Torquato, Os Mutantes...)assumem uma postura não defensiva mas lúdica e devoradora, inserindo, em sua celebração paródica, elementos críticos sutis ou ostensivos.
Os desdobramentos do Tropicalismo na cultura criadora brasileira foram múltiplos, tanto nos anos imediatamente seguintes (do Pós-Tropicalismo) como até hoje, tendo uma última expressão coletiva vigorosa no manguebeat de Science & cia.
 
 
A atividade jornalística de Severino Francisco, que se inicia, já com uma forte marca pessoal, nos primeiros anos 80, tende, irresistivelmente, ao questionamento e à agitação cultural. Com seus textos tão lúcidos quão provocativos, tem sabido responder aos sinais artísticos e culturais brasileiros mais novos e desafiadores, revelando o que eles têm de imprescindível e relançando-os (idealmente que seja) para uma apropriação coletiva, recriadora.
.

publicado por paulokauim às 20:59
link do post | comentar | favorito
|

.blogosfera

contador grátis

.pesquisar

 

.Agosto 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


.posts recentes

. nossa pista de sk8 não va...

. sonata em d

. meu amigo

. no existen los dioses

. 2014 começa na porrada de...

. nelson luiz

. cubahia

. semente

. outro brasil

. vida

.arquivos

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Abril 2014

. Janeiro 2014

. Outubro 2013

. Agosto 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

.tags

. todas as tags

.favoritos

. Carioca de (al)gema!

. Graffitis - Discussão

. Rua da Feira

. Tropecei na rede #003

.links

.mim é índio com negro com branco

blogs SAPO

.subscrever feeds