Sábado, 7 de Junho de 2008

ANIVERSÁRIO 50 ANOS DE TAGUATINGA

 

 

 

TAGUATINGA NÃO CABE EM MEU PEN DRIVE

 

 

 

 

Primavera de 1972, havia um crepúsculo púrpura sobre a favela Nova Brasília, onde a gente morava, no Rio de Janeiro. A notícia era que nossa família ia mudar-se para a capital do país. A Confederação Nacional dos Trabalhadores na Agricultura, CONTAG, firma onde meu pai trabalhava, é transferida do Rio de Janeiro para Brasília. Ainda lá no Rio, ficava imaginando aos dez anos de idade como deveria ser Brasília, pois para mim, Brasília era apenas uma foto da praça dos três poderes pregada na parede da minha sala de aula. Uma foto onde as pessoas não apareciam. Meu pai veio antes de nós com o meu irmão Antonio para providenciar a nossa nova casa e depois vieram com minha mãe: eu e minhas irmãs Deta e Carminha.Chegamos aqui no Cosme e Damião de 27 de setembro de 1972. Quando chegamos aqui, Taguatinga era um barro-vermelho-arcaico-sublime com suas ruas largas, gente guerreira de todo continente brasileiro, gente também de outros países e um céu perto dos humanos nunca visto até então. Fui marcado pelo céu. Não conhecíamos nada do lugar, mas nossa vizinha Marta Clauss, uma alemã, nos levava para todos os cantos de Taguatinga e do DF. Com ela colhíamos cajuzinhos e miramos pela primeira vez toda beleza epifânica do cerrado. Aos finais de semana quando ainda morávamos lá no Rio de Janeiro, nosso pai nos levava para as praias da Ilha do Governador e aqui em Taguatinga ele nos levava para passear na Ceilândia. Até hoje a Ceilândia é meu mar e meu horizonte. Say Land. Foi na FACITA quando ainda era no centro que vi pela primeira vez o Rei Luiz Gonzaga. Nosso rito de passagem para a adolescência era feito nos córregos em volta da cidade. Uma pletora de felicidade nos atacava quando a pipa que tínhamos acabado de fabricar ocupava o céu. Eu era uma criança de periferia com mil idéias na cabeça e um carrinho de rolimã nas mãos. No passado, Taguatinga dançava soul no Clube dos 200 e nas festinhas da Q.N.A, hoje ela dança charme e hip hop na boate que fica no térreo do Kingstown Hotel sob o comando dos DJs Celsão e Chokolaty. Taguatinga é jazz e MPB no Botiquim Blues e é indie-rock no Blues Pub. Sinto uma inveja saudável do Reinaldo da Berlin Discos por ele ter visto o show dos Mutantes no clube dos 200 em uma festa para debutantes e a platéia sem entender nada da performance acabou se retirando aos poucos, restando apenas o Reinaldo e seus amigos. Gostaria de ter conhecido a Caverna do Cabeça no Mercado Sul. Lembro quando os filmes do Festival de Cinema de Brasília eram exibidos no Cine Lara. Sinto a adrenalina quando o Zurêia nos descreve a emoção que ele, Chico, Pezão e Davi sentiram ao pegar um ônibus em alta velocidade para não perder o trem que os levaria para o Festival de Inverno de Ouro Preto em Minas Gerais. No final dos anos 70, playboys comiam sandubas, nós cinema francês. Nossa mirada era ampliada do alto da antiga caixa d`água. Se você gosta de comer bem, aqui temos comida árabe na praça do D.I. e chinesa no pistão sul. Temos comida típica mineira, goiana e pizzarias de padrão elevado. O muro da Q.N.A 25 era o nosso clube da esquina 3. No inverno, sob neblina, Taguatinga fica londrina com suas meninas belas de sobretudo e cabelos negros, loiros e ruivos. Antes Taguatinga tinha Detrito Federal, hoje recebe de braços abertos Os Racionais do Mano Brown. Taguatinga é nosso primeiro beijo. Nosso primeiro gozo. Aqui tive o primeiro impacto ao ler Gregório de Matos Guerra na biblioteca da EIT e Augusto dos Anjos na biblioteca do CEAB. Taguatinga é o olhar furioso de Ivaldo Cavalcante contra a barbárie e os Ruminantes de Omar Franco nos iluminando. Taguatinga tem a geografia precisa das linhas de uma bata do Pezão. Taguatinga caro leitor, sabe que sou poeta e que não sou político para lhe trair embora poesia seja por si uma ação política acompanhada da dança do intelecto e do indizível. Aqui não desejo falar dos carros-bombas-de-som que furam nossos tímpanos, bigornas, martelos e trompas de eustáquio. À noite, sobrevoando de avião, o corpo da cidade me lembra a ilha de Manhattan. Nos anos 80, o bar do Kareka era nossa galeria, palco e barricada. O Teatro Rolla Pedra quebrava a vidraça do marasmo com bandas de rock invadindo a cena onde punks vomitavam ódios sobre o que ainda restava da ditadura militar. Taguatinga é gol de placa do Zé Carlos no Arimatéia. É quadrilha turbinada no São João do SESI. É Invenção Brasileira. É Dentinho e Margarida se beijando nos eucaliptos. É Dr. Ademir Marques e Dr. Milton Sucupira zelando pelo sorriso da cidade. É Marconi jogando basquete com Nietzsche na EIT. É kendô no Nippo. É seu K.O. e mestre Gavião. Hoje Taguatinga é pós-moderna com a galeria Olho de Águia e o Café Faixa de Gaza. Hoje Taguatinga é Celeiro das Antas na Alemanha, Rubi no topo da paulista, Nonato Dente de Ouro e o Esquadrão de Ébano no Circo Voador, Gérson de Veras estudando cinema na paulicéia, Dillo Daraujo na estrada, Fernando Carpaneda com trabalhos no acervo dos museus de Nova Iorque e a voz de um Deus em cólera: Ellen Oléria, relançando os dados sobre o tabuleiro do futuro. Taguatinga, tudo que sinto por você não cabe em meu Pen Drive. Se o Google nos apresenta respostas, é em Taguatinga onde costumo erigir perguntas. Ela é nosso oráculo. No seu aniversário de 50 anos Taguatinga, lhe desejo ousadia para
seus próximos anos com saúde, amor, educação, trabalho, dinheiro, cultura, poesia e cidadania plena.

 



Paulo Kauim

 


 


publicado por paulokauim às 03:23
link do post | comentar | favorito
|
5 comentários:
De Marcão a 10 de Junho de 2008 às 12:52
Ainda não criaram um pen drive capaz de armazenar uma história tão intensa como essa.
Taguatinga não cabe no pen drive do google, nem no skydrive da microsoft, taguatinga está pra lá do gama. A menina que o cara ama, já extrapolou a própria fama.
Bj.
Texto maravilhoso. Senti a história correndo minha mente


De paulokauim a 10 de Junho de 2008 às 23:30
você me ilumina marcão

cê é fuderoso


aquele axé


pk


De Eliana Lopes a 9 de Agosto de 2008 às 17:39
Nooooooooooossa! que delicia de texto.Somente quem viveu em Taguatinga desde da década de 60 sabe da força dessas palavars.Sera que voce é o mesmo Paulo que estudou na Dulcina de Morais,numa turma ótimaque entrou em 84, onde tinahmos nada mais nada menos que simão de miranda,Paulo Kauim, Massanori ?Se for é uma alegria dupla ler sua postagem.Beijos.PS:Cota de beijos dobrados se for o Paulo da Dulcina,kkkkkkkkk


De carlao (porto alegre) a 10 de Julho de 2009 às 02:18
poxa kauim me deu uma baita saudade de todos...dos tempos da eit, da valeria , da shyrlei , rose , da construçao papo sobre politica, tragos, sonhos....me lembrei do poema do alex polari.....um beijao pra ti cara me emocionei aqui no frio do paralelo 30...
valeu
carlao (porto alegre)


De Neide a 7 de Dezembro de 2010 às 18:25
OI, que saudade daquela cidade... você é o Carlão que jogava voley na EIT???

Se for me responda sou a Neide.


Comentar post

.blogosfera

contador grátis

.pesquisar

 

.Agosto 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. nossa pista de sk8 não va...

. sonata em d

. meu amigo

. no existen los dioses

. 2014 começa na porrada de...

. nelson luiz

. cubahia

. semente

. outro brasil

. vida

.arquivos

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Abril 2014

. Janeiro 2014

. Outubro 2013

. Agosto 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

.tags

. todas as tags

.favoritos

. Carioca de (al)gema!

. Graffitis - Discussão

. Rua da Feira

. Tropecei na rede #003

.links

.mim é índio com negro com branco


. ver perfil

. seguir perfil

. 3 seguidores

SAPO Blogs

.subscrever feeds